Projetos desenvolvidos

O centro social de Santa Maria de Sardoura além das respostas sociais, sempre teve uma atenção muito particular e pioneira ao apresentar projetos e ações (formativas e não formativas), ao nível concelhio, para grupos mais desfavorecidos e (multi)problemáticos, em várias áreas, com intervenções sistémicas e interativas que permitissem trabalhar o agregado familiar. Vários projetos foram desenvolvidos, nomeadamente:

 P’ Los Trajetos da Vida é um projeto que surge da necessidade de oferecer uma resposta concreta, integrada e articulada, no concelho de Castelo de Paiva, que vá de encontro à prevenção dos comportamentos de risco e uso/abuso das substâncias psicoativas e outras dependências, nos grupos de crianças, adolescentes, jovens, famílias e comunidade em geral.

É um projeto financiado pelo Ministério da Saúde, que tem como entidade executora o Centro Social de Santa Maria de Sardoura e como entidade colaboradora o Centro de Respostas Integradas do Porto Oriental, contando ainda com vários parceiros concelhios. A sede do projeto é nas instalações do Centro Social de Santa Maria de Sardoura, Quinta da Devesa, Santa Maria de Sardoura, mas as suas ações alargam-se a todo o concelho Castelo de Paiva.

Objetivos:

Sensibilizar a população para adoção de estilos de vida saudáveis;
Evitar a experimentação de substâncias psicoativas (SPA´S);
Desenvolver competências pessoais, sociais e parentais;
Reforçar nas crianças, jovens e adultos fatores protetores;
Oferecer respostas para ocupação de tempos livres;
Desenvolver competências pessoais, técnicas e científicas junto dos técnicos e outros profissionais, no âmbito da prevenção de comportamentos de risco;
Diminuir o uso/abuso de substâncias psicoativas (drogas).

Ações do Projeto

Ação nº 1
“Eu Vou… Gabinete de apoio à vida” (atendimento/encaminhamento e acompanhamento psicossocial)

Ação nº 2
“Entre Nós” (formação de grupos de pares — jovens mediadores)

Ação nº 3
“(AR)Riscar” (campanhas de prevenção e sensibilização em contextos festivos e/ou recreativos)

Ação nº 4
“Oficina das Escolhas Positivas” (programas de promoção de competências pessoais e sociais)

Ação nº 5
“Oficina Parental” (workshops práticos para treino de competências parentais)

Ação nº 6
“Mais Educação, Mais Prevenção” (formação para técnicos, professores e pessoal auxiliar em comportamentos aditivos e dependências)

Ação nº 7
“Recri’ARTE” (atividades educativas, culturais, lúdico-pedagógicas para crianças e jovens)

“Paiva +… Participação, Cidadania e Solidariedade”, este projeto foi aprovado no âmbito dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social, do Instituto da Segurança Social, I. P., e foi executado pela instituição desde novembro 2011, até agosto de 2014. Desenvolveu várias ações que apoiavam pessoas com deficiência/incapacidade (através das oficinas inclusivas), famílias multiproblemáticas (através de programas de literacia doméstica), idosos (com a informática sénior, atividades para idosos não institucionalizados no domicílio), através das ações “pontos de encontro” e “seniores associados em movimento”, que se traduziram em visitas e passeios a vários locais para idosos não institucionalizados e crianças e jovens (com colónias de férias e sessões de TIC). Teve ainda a ação “Paiva contigo” que consistiu em intervenções em casas degradadas, nos casos de situações com carências, e o gabinete de empreendedorismo, com intervenções destinadas a desempregados que pretendesse criar o seu próprio emprego e com a realização de projetos para a promoção do emprego.

“Incluir”, financiado pelo programa PROGRIDE, desenvolveu-se a partir de várias ações, entre as quais, o diagnóstico sobre deficiência no concelho ( ver aqui), oficinas tradicionais (jardinagem, gastronomia, tecelagem, cerâmica, tapeçaria bordada), intervenção de uma equipa multidisciplinar, ações de alfabetização, ações de formação sócio comunitária, ciclo de seminários, jornadas sociais, espaço “ser mais criança”, campos de férias para crianças e jovens em situação ou risco de exclusão, espaço de inclusão digital (informática para grupos desfavorecidos), tendo também arrancado com a ação “Paiva amigo” (intervenções em casas de grupos desfavorecidos). Iniciou ainda, com este projeto, o seu trabalho direto com pessoas com deficiência/incapacidade a partir do CODI (Centro Ocupacional para Deficientes Incluir).

“Sardoura Com Vida”, desenvolvido ao abrigo do programa PARES, entre 2008 e 2010, com o objetivo de criar um lar de idosos e creche constituindo-se como um dos pilares da estratégia de desenvolvimento integrado das políticas sociais do país. Associado a este alargamento da Rede de Equipamentos Sociais esteve a criação de novos postos de trabalho;

“Colorir(indo) a Vida”, iniciou-se em 2007 e teve a duração de três anos sendo financiado peloPrograma Escolhas, que incluiu várias ações realizadas em estreita parceria com várias entidades concelhias, principalmente com os Agrupamentos de Escolas. Este projeto destinava-se a crianças e jovens em risco, e suas famílias, sendo de destacar os espaços de ocupação para jovens, a orientação escolar e profissional, o apoio e acompanhamento psicológico e o acompanhamento psicossocial das famílias, o centro de inclusão digital, a realização de vários programas de promoção de competências pessoais, sociais e de estudo, o desenvolvimento de alguns grupos de educação parental, a realização de programas de transição para a vida ativa, destinados a alunos com necessidades educativas especiais, entre muitas outras ações;

“ComVida”, este projeto consistiu em ações de educação e formação de adultos, bem como ateliers de ocupação para crianças, gabinete médico-enfermagem e projeto de diagnóstico concelhio;

“Sardoura à Procura de um Sorriso” (primeiro campo de férias, financiado internamente, para crianças em risco da freguesia de atuação);

“Por uma Família Feliz” (destinado a pessoas beneficiárias do rendimento social de inserção);

“Sardoura em Reconversão” (cursos de formação profissional para ex-trabalhadores, desempregados da C. J. Clark`s);

“Vida e Solidariedade Sardoura”;

“Educar para a Cidadania”.